Festa no Quilombo São José - Valença-RJ

|
Sáb, 16 de maio
Festa de Jongo em Homenagem aos Pretos - Velhos

O Quilombo São José é uma comunidade centenária onde moram cerca de 200 negros de uma mesma família ancestral, que, durante a escravidão, trouxe de Angola para as fazendas de café da região Sudeste do Brasil-Colônia para o Brasil a dança do Jongo.

O jongo é uma dança de roda considerada uma das origens do samba e é reconhecida pelo Governo Federal como Patrimônio Histórico Nacional.

O Quilombo São José é o berço do jongo, e fica no Município de Valença, Rio de Janeiro, terra da lendária jongueira e sambista Clementina de Jesus.

Essa família permanece unida há 150 anos na mesma terra e mantêm ricas tradições como o jongo, a umbanda, o calango, o terço de São Gonçalo, a medicina natural, rezas e benzeduras, a agricultura familiar entre outras.
A comunidade até hoje é composta inclusive por diversos idosos com mais de 90 anos e até 4 anos atrás não possuía luz elétrica. A floresta, as casas de barro com telhados de palha, o candeeiro, o ferro à brasa e o fogão de lenha ainda fazem parte do cotidiano.

No último dia 02 de fevereiro de 2009 o Presidente do INCRA ( Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA ) assinou a portaria de titulação das terras Quilombo São José e encaminhou o processo para a assinatura final do Presidente Lula, última etapa para a desapropriação dessas terras, que até hoje não pertencem a comunidade, num processo que já dura dez anos.


Programação da Festa

10 horas - Missa afro ao ar livre
12:30 h - Feijoada
13h - Folia de Reis de Valença
13: 30 h - Ciranda de Tarituba - Parati
14:00 h - Capoeira, Maculele e Samba de Roda
15:00 h - Boi Pintadinho e Mineiro Pau de Miracema
15:30 h- Jongo do Quilombo São José
16:00 h - Jongo de Barra do Piraí
16:30 h - Jongo de Pinheiral e Arrozal
17:00 h - Jongo de Quissamã
18 h - Confraternização entre os grupos
19 h - Benção da fogueira pela matriarca da comunidade, Mãe Tetê
19:30 h - Homenagem aos Pretos-Velhos e início da Roda de Jongo na beira da fogueira com a participação de todos os presentes.
21 h - Baile de Calango intercalado com Roda de Jongo na fogueira até o sol raiar.

Durante toda à noite e madrugada barraquinhas venderão comidas típicas e artesanatos do local e serão assadas batatas na fogueira.

Domingo
8:00 hs - Café da manhã
9:00 hs - Jogo de futebol da comunidade e visitantes
12:00 hs - Encerramento da festa


Entrada franca

Como chegar:
Dois ônibus que levarão os visitantes interessados saem às 8 hs da manhã em ponto de sábado (16 de maio) da Fundição Progresso, Lapa. Um dos ônibus retorna do Quilombo no mesmo dia às 20 hs e o outro na manhã de domingo.

Reserve seu lugar pelos tels: (21) 2222.3458 ou 9724.9449 ( falar com Rodrigo ) no horário comercial ( 10 às 18 horas ) de segunda a sexta feira. Ou entre em contato por esse email jongo@quilombosaojose.com.br

VAGAS LIMITADAS !!! Reserve imediatamente a sua vaga nos ônibus que saem do Rio !!! As vagas esse ano são super limitadas !!! O preço de ônibus comum da rodoviária é bem mais alto e as vagas nos ônibus fretados já estão acabando. Não deixe para depois, pois esse ano a festa está muito procurada.

2 comentários:

Marcelo C.Henrique disse...

Legal Bruno, eu já estive lá por 4 vezes e posso dizer que a festa é muito legal. Não deixem de tirar fotos, pois, lá apresentam-se grupos folclóricos de toda aÀ parte do Brasil...
Abraços amigãooo!!

Jonas Barbosa disse...

A melhor parte é a das batatas na fogueira... e claro, a feijoada.... Francamente.
O movimento negro só tem festas e discursos...
.........
A legalização de terras quilombolas é correta. Meu medo é que existam mais quilombolas hoje do que durante os 350 anos de escravidão... ainda mais, quando avaliadas por este governo de corruptos e canalhas...
.....
Mesmo assim boa sorte para todos do Quilombo São José.