As artes sagradas afro-brasileiras e a preservação da natureza - José Jorge de Carvalho

|

Artes sagradas afro brasileiras e a preservação da natureza - José Jorge de Carvalho - Get more Business Documents

1 comentários:

Jonas Barbosa disse...

José Jorge, antes de mais nada, gostaria de dizer que acho as religiões de origem africanas legítimas e que devem ser respeitadas com igualdade perante todas.
Há no mesmo texto porém alguns exagêros e algumas inverdades.
Primeiro exagero: o catolicismo foi forçado aos índios e negros.
Veja: ele também foi forçado na Europa. Lembre-se que a origem dele é a Judéia. Quando o império romano estava se desfalecendo entre a barbárie e a corrupção endêmica, o cristianismo serviu como aglutinador dos povos da europa. Diferente da África que cultuava diferentes entidades e que talvez por isso nunca conseguiu criar uma cultura geral entre os seus diferentes povos.
.....
A estética é sem sombra de dúvida a melhor parte dos rituais. É alegre e viva. É cara-a-cara orixá e seu crente.
É claro que isso iria interessar ao estudioso eurocêntrico. Na europa tudo é triste e reprimido até hoje.
......
O triste da história é que o futuro do planeta NÃO depende em nada dos crédos africanos...
Os brancos e asiáticos vão dominar este planeta talvez até a destruição total dele.
.......
Achei o seu viés marxista muito frouxo. A esquerdinha festiva adora falar do emblematico "além do cidadão kayne...".
Sua análise do fim-do-mundo, que teria começado com as cercas nas propriedades rurais da europa, que teriam levado à Revolução Industrial, francamente: acho que nem Marx pensou nisso.
Para ele não interessava a saúde do planeta, tanto que nunca escreveu nada sobre isso. Não interessava as pessoas e suas lamúrias. Interessava só "Das Kapital". Ele só mostrou como o regime capitalista funcionava.
Muito mais preocupaçao com o povo tinha o seu amigo que escreveu "A situação da classe trabalhadora na Englaterra", Friedrich Engels.
........
Outra coisa: é interessante reparar que os negros americanos, que foram convertidos, sobretudo os batistas, conseguiram fundir uma estética afro também no culto protestante. O Góspel e o Blues são prova disso.
Lá também a alegria é uma das marcas dos cultos.
.........
Em resumo: sua tese é fraca e só vai fazer sucesso entre os "pensadores comprometidos com os leões".
Talvez, no futuro, voce possa se candidatar para um cargo público, mostrando a sua "luta" pelos menos favorecidos.